Blog

5 livros de finanças que irão te deixar mais rico

5 livros de finanças que irão te deixar mais rico

O conhecimento não apenas impulsiona-o para frente, como também o enriquece. E uma das melhores formas de adquirir mais conhecimento – e também ficar mais rico – é através da leitura de livros de finanças. Para ajudar, partilho a minha lista de livros essenciais para ter um dia a dia mais informado, no que toca a finanças pessoais e empresariais.

 

📌 Leia também:
As 10 regras da poupança

Hábitos que vão mudar a sua vida financeira para melhor

 

5 livros sobre finanças

 

Livro1: “Manual da Poupança” de João Morais Barbosa e Ricardo Ferreira

É um livro interessante de ler, que já li duas vezes porque espelha um pouco esta crise que estamos a atravessar.

Aborda os princípios básicos do equilíbrio financeiro que são fundamentais para o bom funcionamento das nossas Finanças Pessoais, como sendo: Princípio da Restrição, da Poupança, da Previdência, da Solvência e da Previsão.

Neste livro, também podemos encontrar dicas muito interessantes de organização das nossas finanças, com a abordagem do orçamento como algo imprescindível para o nosso saudável planeamento financeiro familiar, com sugestões de poupança nos mais diversos campos, em casa, no supermercado, nas Telecomunicações, Transportes, etc.

É, sem dúvida, um livro de finanças muito completo que nunca é demais ler e que acrescenta sempre muito conhecimento nesta área das Finanças Pessoais.

Aborda também a questão da importância das finanças com as crianças, que é algo que também tenho vindo a reforçar, porque primeiro é um tema que me apaixona e depois porque a luta é grande e cada vez mais as crianças devem fazer parte de assuntos como o dinheiro nas conversas familiares e aprender que é algo que devemos dar muito valor e que não caí das árvores, para mais tarde ser a diferença na vidas das crianças no que toca à gestão financeira.

 

Livro 2: “Como fazer crescer o seu dinheiro ao longo da vida?” de Pedro Barata

Este livro, do autor Pedro Barata, foi uma das minhas últimas leituras e considero-o uma excelente opção para quem tem em vista uma estratégia de poupança a longo prazo (tal como o próprio nome indica!), mas está disposto a assumir algum risco. 

O livro aborda 4 pontos, que eu própria considero também serem muito importantes:

1 – A poupança em si

2 – A disponibilidade de tempo

3 – Ter objetivos traçados e definidos

4 – Ter disciplina

Em conjunto com estes objetivos, é abordada a importância de investir em produtos com os quais as pessoas se sintam confortáveis. Ou seja, reforça a importância das pessoas perceberem exatamente o que estão a fazer e onde estão a investir o seu dinheiro. Para uma maior rentabilidade, este livro fala-nos essencialmente de produtos financeiros que comportam risco (Ações, Obrigações, Fundos de investimento…). Na minha opinião, se o objetivo é poupar, não devemos esquecer que, por mínimo que seja, nestas soluções não deixa de existir um risco associado. 

Assim, este tipo de produtos financeiros devem ser muito bem pensados e aí o fator tempo que o autor refere é muito importante, mesmo se perspectivamos rentabilidade futura. Desta forma, deve ser colocada uma fatia do investimento mais pequena, ou seja, dependendo do perfil do investidor, por exemplo, cerca de 20% a 30%, e o restante em produtos de capital e taxa garantida, mantendo a ideia do autor em poupar para a reforma.

 

Livro 3: “O Adolescente Milionário – O Guia Financeiro para todos os jovens ambiciosos” de Jonathan Self

Este livro é nada mais nada menos do que um guia para os mais jovens que ambicionam ganhar dinheiro.

Explica o conceito de dinheiro de uma forma simples, reforçando sempre que significa liberdade, uma passagem para uma vida mais confortável, mas quando não chega é a coisa mais aborrecida que poderá existir para quem está a começar uma vida e a gerir o seu próprio dinheiro. É um livro muito interessante, porque demonstra que podemos ter sempre dinheiro suficiente, sabendo geri-lo bem. 

Entre outros temas, o autor aborda:

  • A importância do funcionamento das contas bancárias
  • Como deve ser utilizado o cartão de crédito e como pode ser um potencial de gastos adicionais
  • Como gerir e fazer um bom orçamento e planeamento quanto à gestão do dinheiro


Reforça também a importância de juntar mais para poder utilizar em objetivos definidos como viagens e evitar ao máximo pedir créditos, de forma a evitar a dependência deste tipo de sistema de pedir emprestado para gastar e não juntar para gastar.

Ou seja, este livro é sem dúvida um excelente guia com dicas muito direcionadas para os jovens, de forma a que estes se sintam familiarizados desde cedo com o dinheiro e aprendam a fazer a sua gestão. Sem dúvida uma boa escolha para os mais jovens!

 

Livro 4: “ABC da Poupança” de Ana Bravo

Este é um livro muito interessante porque aborda várias dicas para poupar nas tarefas domésticas, na despesas fixas e variáveis, abordagem o conceito de dinheiro de forma muito prática, sendo ainda possível escrever no livro notas sobre as dicas a seguir para não falhar nada. 

 

Livro 5:  “Money Mindfulness: A arte de gerar,poupar e multiplicar o seu dinheiro” de Cristina Benito

Este livro aborda conceitos muito interessantes de como gerar e poupar dinheiro. Considera que existem três leis importantes a ter em consideração para gerar dinheiro como sendo:

1 – Não se ganha dinheiro a trabalhar mais horas mas a libertar tempo para pensar em novas oportunidades

2 – Desfaça-se de tudo o que não é necessário para se poder concentrar no que é verdadeiramente importante

3 – A qualidade dos seus relacionamentos determina as suas possibilidades de sucesso.

Além disso, a autora considera que o tempo é algo que deve ser bem gerido sempre a nosso favor e não poderia estar mais de acordo. 

 

De 1 a 5, qual será a ordem de leitura que irá seguir? 

Partilhar:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
Scroll Up